FATOS E DADOS HISTÓRICOS

  • Dados históricos
    Primeiro estádio Estádio do Guarany
    Partida de inauguração Guarani 1 x 0 Paulistano
    Inauguração do Brinco de Ouro 1953 – Guarani 3 x 1 Palmeiras
    Maior público em casa 52.002 – Guarani x Flamengo – 1982
    Maior público em uma partida do
    Guarani fora de casa
    120.441 – Flamengo 2 x 1 Guarani (semifinal do Brasileirão – 11 de abril de 1982)
    Maior goleada em Campeonatos
    Brasileiros
    Guarani 8 x 0 River-PI (3 de fevereiro de 1982)
    Maior goleada em derbys Guarani 6 x 0 Ponte Preta (5 de junho de 1960)
    Artilheiros em Campeonatos Brasileiros Edmar, 20 gols (1985) e Amoroso, 19 gols (1994)
    Maiores artilheiros Careca (109 gols) e Nenê (mais de 100 gols)
    Maior artilheiro em um jogo Lolico com 4 gols (Guarani 10 x 1 C.A. Ipiranga B – 1930)
    Maior artilheiro em um jogo no Brasileiro Edmar com 3 gols (Guarani 4 x 1 CSA – 1985)
    Jogador que mais atuou pelo Bugre Zenon, 85 partidas (1976-89)
    Goleiro com menor média de gols
    sofridos
    Neneca, 2,69 (1976-79/62J/43G)
    Treinador que mais treinou o Guarani Carlos Alberto Silva, 119 partidas (1978-2000)
    Treinador com mais vitórias Carlos Alberto Silva, com 64 resultados positivos (1978-2000)
    Melhor média de gols 2,65 (53 gols em 20 partidas, no Brasileiro de 1982 – a maior média na história dos Campeonatos Brasileiros)
    Menor média de gols sofridos 0,53 gol por jogo (18 gols em 34 partidas, no Brasileiro de 1986)
    Maior virada Santos 5 x 1 Guarani (primeiro tempo); Santos 5 x 6 Guarani (res. final) – (10 de abril de 1927 – maior virada da história do futebol brasileiro)
    Maior sequência de vitórias 12 (1978 – técnico Carlos Alberto Silva)
    Maior série invicta 10 partidas (1986-87 – T. Carlos Gainete)
  • O Bugre possui o recorde de público de Campinas com 52.002 pessoas, no jogo Guarani versus Flamengo, em 1982 (a capacidade divulgada naquela época era de 53 mil pessoas, diminuída para efeito de proporcionar maior conforto e segurança para os espectadores).
  • O Guarani também possui vantagem no chamado Derby Campineiro. São 185 partidas disputadas com 65 vitórias, 61 empates e 58 derrotas, além de um resultado desconhecido.
  • A revista Placar, que ao final de cada Campeonato Brasileiro concede o troféu Bola de Prata aos melhores jogadores em cada posição, já premiou atletas bugrinos em diversas ocasiões, a saber:
    • 1975: Amaral (zagueiro) e Ziza (atacante);
    • 1982: Lúcio (atacante) e Careca (atacante);
    • 1985: Edmar (artilheiro);
    • 1986: Ricardo Rocha (zagueiro) e João Paulo (atacante);
    • 1993: Djalminha (meio-de-campo);
    • 1995: Jorge Luís (zagueiro), Amoroso (atacante, artilheiro e Bola de Ouro de melhor jogador do campeonato) e Luizão (atacante).
  • Artilheiros do Campeonato Brasileiro com a camisa do Guarani: Edmar (1985, 20 gols) e Amoroso (1995, 19 gols).
  • Artilheiros do Campeonato Paulista: Jorge Mendonça (1981, 38 gols), Evair (1988, 19 gols) e Rubem[desambiguação necessária] (1990, 12 gols).
  • Artilheiro da Taça Libertadores da América: Miltão (1979, 6 gols).
  • No Campeonato Brasileiro de 1982 o ataque formado por Lúcio, Jorge Mendonça, Ernani Banana e Careca fez 63 gols em 20 jogos, estabelecendo um recorde de média de gols em Brasileiros que se mantém até hoje – 3,15 gols por partida.
  • Também pertence ao Guarani o recorde de vitórias consecutivas em Brasileiros: doze, estabelecido em 1978.
  • O time divide com Corinthians e Ceará o recorde de jogos invictos na série B do brasileiro, onze no total.
  • O Bugre disputou a Taça Libertadores da América em três ocasiões. Em 1979 foi terceiro colocado, em 1987 chegou à segunda fase e, em 1988, às oitavas de final. O Guarani também participou da extinta Taça Conmebol em 1995.
  • O Guarani mantém equipes de modalidades como taekwondo, ginástica olímpica, natação, tênis, basquete, vôlei e futebol feminino, que freqüentemente representam a cidade de Campinas nosJogos Abertos do Interior.
  • Embora na prática o clube tenha sido criado em 1º de abril, os fundadores do Guarani resolveram que a agremiação só passaria a existir no dia seguinte, a fim de evitar gozações com o Dia da Mentira. Por esse motivo, ficou-se estabelecido que a data oficial de fundação do Bugre seria o dia 2 de abril de 1911 .
  • O estádio Brinco de Ouro da Princesa ganhou esse nome graças a uma matéria feita por João Caetano Monteiro Filho para o jornal Correio Popular, quando seu projeto ainda estava na maquete. Ao visualizar as feições circulares do então futuro estádio, o jornalista achou que ele tinha o formato de um brinco. Como a cidade de Campinas é conhecida pelo apelido de “Princesa D’Oeste”, João Caetano escreveu uma matéria com a manchete Brinco de Ouro para a Princesa. A alcunha se popularizou e acabaria por se tornar o nome oficial do estádio do Guarani.
  • O Guarani é o único time do interior que cedeu o seu estádio Brinco de Ouro da Princesa para um jogo amistoso da Seleção Brasileira de Futebol, em 1990, onde Brasil x Bulgaria lotaram o estádio, onde ocorreu o segundo maior público (51.720 pagantes).
  • O Guarani é o único clube do interior que já foi campeão brasileiro: em 1978 ao vencer o Palmeiras em finais de 2 jogos.
  • O Bugre possui, hoje, a maior bandeira dos times do interior e a 6ª maior do Brasil, com 140×40 metros. Ela estreou no último jogo do time na série B do Campeonato Brasileiro, em 2009, retornando a elite do futebol brasileiro em 2010.
  • Muitos atletas que se consagraram no Bugre também se consagraram no Corinthians: Amaral (zagueiro), Zenon (meia), João Paulo, Luizão e Edmar (atacantes).
    • 1975: Amaral (zagueiro) e Ziza (atacante);
    • 1982: Lúcio (atacante) e Careca (atacante);
    • 1985: Edmar (artilheiro);
    • 1986: Ricardo Rocha (zagueiro) e João Paulo (atacante);
    • 1993: Djalminha (meio-de-campo);
    • 1995: Jorge Luís (zagueiro), Amoroso (atacante, artilheiro e Bola de Ouro de melhor jogador do campeonato) e Luizão (atacante).
    • Artilheiros

      Maiores artilheiros da história do Guarani Futebol Clube:

      Goleadores

      Guarani FC logo.png
      1. Zuza 149
      2. Careca 109
      3. Nenê 100+

      Ranking atualizado em 14 de dezembro e divulgado em 15 de dezembro de 2011

      • Posição: 16º
      • Pontuação: 1.547 pontos

      Ranking criado pela Confederação Brasileira de Futebol que pontua todos os times do Brasil.

       

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: